quarta-feira, 28 de maio de 2008



O que é o local de trabalho "wiki" e como é que se encaixa no conceito global de "wikinomia"?
O local de trabalho "wiki" é um termo criado por Anthony Williams e por mim no livro Wikinomics para descrever a forma como as novas ferramentas e abordagens à gestão mudam a forma como as empresas colaboram para melhorar a inovação e desempenho. Ao contrário dos outros modelos da wikinomia, tais como os prosumidores, ideágoras ou plataformas abertas, o local de trabalho "wiki" refere-se principalmente à colaboração dentro da empresa, embora o local de trabalho "wiki" ofereça ferramentas que permitem aos trabalhadores chegar ao resto do mundo.

Utilizo o termo "wiki" como metáfora. Não falamos apenas de "wikis", mas sim de todas as ferramentas de colaboração emergentes que nos levam além das tecnologias primitivas, como o correio electrónico. As empresas que recebem bem as novas ferramentas têm tendência a ter um melhor desempenho, pelo que a fasquia é alta.

Que tecnologias possibilitam a wikinomia e o local de trabalho "wiki"?
Isto vai além de possibilitar às pessoas a co-edição de documentos com base na Web. O local de trabalho "wiki" utiliza diversas ferramentas Web 2.0 para aumentar as capacidades de colaboração em todas as indústrias. Por exemplo, a Sun é conhecida pelos seus blogs que cativam os clientes, a Xerox utiliza os wikis exaustivamente para pesquisa e a BBC recolhe e publica notícias com subscrições RSS. A Best Buy utiliza a rede social para chegar aos consumidores, enquanto a T. Rowe Price utiliza marcadores para identificar oportunidades de investimento.

Outras ferramentas para aumentar as capacidades de colaboração incluem fóruns, discussões registadas, filtros de colaboração, sessões de conversa e brainstorming digital. Mas independentemente do tipo de software Web 2.0, estas ferramentas capacitam um estado de espírito que elimina o pensamento hierárquico corporativo tradicional. E ao fazê-lo, aumentam a colaboração e a inovação.

“Os resultados são inovação mais rápida, estruturas de custos reduzidos, maior agilidade e melhor capacidade de resposta aos clientes.”

As empresas que constroem um local de trabalho "wiki" levam os produtos ao mercado mais rapidamente, reunindo as inovações de muitas mais pessoas que o que é permitido pelas estruturas corporativas tradicionais. Os funcionários podem colaborar através de silos organizacionais, trabalhar com mais pessoas, em mais regiões do mundo, com menos preocupações e mais satisfação, que em gerações anteriores da tecnologia do local de trabalho. Os resultados são inovação mais rápida, estruturas de custos reduzidas, maior agilidade, melhor capacidade de resposta aos clientes, e mais autenticidade e respeito no mercado. Estas ferramentas também permitem às empresas implementar os outros modelos de negócios na wikinomia que abrem a inovação ao mundo exterior.

Frequentemente, as pessoas que apresentam soluções num ambiente de local de trabalho "wiki" não pertencem necessariamente a uma área tradicionalmente associada a um problema em particular. Foi isso que a empresa de exploração mineira Goldcorp descobriu quando abriu os dados geológicos de uma determinada localização e pediu ao público opiniões sobre onde se poderia encontrar ouro. Muitas das melhores contribuições foram de pessoas que não eram geólogas. Por um prémio de 500.000 dólares, a Goldcorp descobriu ouro num valor superior a 3 mil milhões de dólares, e o valor de mercado da empresa passou de 90 milhões para 10 mil milhões de dólares.

Como é que um local de trabalho "wiki" torna as pessoas mais produtivas?
Resolve um grande problema de produtividade: burocracia organizacional. Sejamos honestos. As empresas são hierarquias divididas em silos organizacionais nos quais os processos rígidos utilizados para funções básicas inibem a colaboração eficaz. Remover as hierarquias e fronteiras tradicionais dentro de uma empresa desencadeia o potencial do capital humano. Quando as empresas arranjam forma de as pessoas colaborarem como pares através de fronteiras e silos organizacionais, obtêm mais inovação através de mais colaboração. Na Best Buy, por exemplo, os 20.000 funcionários técnicos concebem produtos para a empresa com pouca monitorização por parte da gestão.

Há situações em que um local de trabalho "wiki" torne os funcionários menos produtivos?
Teoricamente sim, mas para ser honesto nunca vi nenhuma situação em que o local de trabalho "wiki" torne os funcionários menos produtivos. O problema é o oposto: as pessoas são menos produtivas devido às formas tradicionais de organizar as forças de trabalho. A maior parte das empresas estão tão presas a modelos antigos de colaboração que nem compreendem que muitos dos seus preconceitos travam as oportunidades. Podemos dar abertura a diversos sectores sem que o céu nos caia em cima, e se o fizermos bem podemos partilhar propriedade intelectual de uma forma consciente que fortalece a organização.

Quanta informação deve uma empresa partilhar com pessoas de fora da organização?
Há alturas em que as empresas têm de proteger a propriedade intelectual, mas não é tão frequentemente como as pessoas podem pensar. Uso muitas vezes o exemplo do portfolio para explicar. Tal como temos um portfolio nos fundos mútuos, necessitamos de um portfolio de propriedade intelectual. Há informações que queremos proteger, mas ainda assim manter em aberto para diversos departamentos dentro da empresa para bem da colaboração crescente. Há outras informações que queremos partilhar com parceiros e clientes, mas muitas devem ser colocadas num património comum de acesso geral.

Pode parecer contra-intuitivo, mas a abordagem do património pode fazer muito sentido. Vejamos uma coisa com controlo tão rígido como a avaliação de riscos. Tenho tendência para acreditar que a crise hipotecária de alto risco e a subsequente crise do crédito surgiu em parte devido ao secretismo, modelos de risco proprietário fechados e falta de partilha. Afinal, a ocultação deste topo de informações e planeamento de implementação não é uma boa prática empresarial. Se as pessoas na indústria hipotecária tivessem criado um património de risco financeiro, a crise de crédito actual provavelmente não teria ocorrido. Porque não aplicamos a wikinomia e o open source ao risco? Uma maré alta não levantaria todos os barcos?

“O argumento de que a abertura põe em risco a segurança é falso. Se for bem feito, acontece o oposto. A abertura é a melhor forma de proteger a segurança.”

Como se gere a segurança num local de trabalho "wiki"?
Se se refere à segurança técnica, é um problema endémico de todos os sistemas. A segurança tem de estar incorporada na arquitectura. Se se refere à revelação de informações que pode ser prejudicial a uma empresa, é um problema humano que tem de ser gerido. As empresas que implementam locais de trabalho "wiki" têm directivas, tal como têm com outras formas de comunicação e colaboração.

Na verdade, a Sun é um bom exemplo disto. Jonathan Schwartz decidiu que permitir aos funcionários ter blogs seria uma excelente forma de atrair clientes. Há directivas gerais que se resumem a um princípio simples: não fazer nada que seja estúpido. As pessoas devem comunicar sobre as coisas que consideram interessantes ou sobre as quais têm conhecimentos.

O argumento de que a abertura põe em risco a segurança é falso. Se for bem feito, acontece o oposto. A abertura é a melhor forma de proteger a segurança, incluindo a segurança nacional! Diversas agências de serviços secretos dos Estados Unidos abraçaram os princípios da wikinomia lançando a Intellipedia, que utiliza a colaboração em massa para encontrar terroristas e criminosos. Mas a abertura das informações vai contra a sabedoria convencional, pelo que as pessoas têm mesmo de pensar nos motivos pelos quais as respectivas empresas mantêm determinados tipos de informações inacessíveis.

Têm alguma recomendação sobre como começar um local de trabalho "wiki"?
É preciso começar com uma fundamentação estratégica relativa ao que impulsiona a sua necessidade de colaboração. Identifique as oportunidades e descubra onde é que o negócio pode tirar mais vantagem da partilha de dados. Também é importante compreender como as novas ferramentas de colaboração possibilitam a colaboração no local de trabalho "wiki", e é nesta área que as pessoas da minha geração se sentem perdidas.

As pessoas mais jovens acham mais fácil trabalhar num local de trabalho "wiki", porque estão habituadas a comunicar e colaborar com ferramentas de rede social. É por isso que digo às pessoas que têm de utilizar estas tecnologias por si, com os seus próprios dedos, para as compreender. A utilização pessoal é uma condição prévia para qualquer tipo de compreensão do local de trabalho "wiki" e da wikinomia.

Experimentem as coisas. Participem num blog. Iniciem uma discussão online improvisada. Construam um conjunto de subscrições RSS. Vejam o que acontece. O que têm a perder?

(fonte: Sun Executive Boardroom - traduzido por Sérgio Ribeiro)

Posted by ... boost alpha às 12:44
Categories: Labels:

Sem comentários: