BMW

quarta-feira, 28 de novembro de 2007


Qualquer novo meio para vingar precisa de tempo, de habituação e adaptação do universo circundante, de testes e de viabilização económica. A internet não é excepção. Assistimos ao seu nascimento cheio de optimismo e esperança, mas logo a seguir debateu-se com um processo de adaptação que fez com que milhares de empresas falissem e transformassem a "nova economia" numa utopia carregada de ingenuidade e oportunismo.

Os ânimos arrefeceram e durante alguns anos. Houve tempo para se repensar o posicionamento das empresas face a esta nova realidade e tempo para recuperar o tempo perdido em especulações.

A internet finalmente vingou. Estamos a assistir a uma viragem sem precedentes nos nossos hábitos de consumo e o optimismo reinstalou-se nas mentes de empresários e consumidores. Mas desta vez não é um optimismo histérico. É um optimismo realista no qual a internet não é o único player, mas mais um entre os outros que já existem. Já não existe divisão entre novas e velhas economias. Tudo é economia, apenas com a diferença de que existe mais um poderoso meio para desenvolver estratégias de actuação no mercado.

Os processos tornaram-se mais eficazes, mais baratos, mais potentes e com vantagens óbvias para os consumidores. O grande desafio é agora aproveitar este novo meio da melhor forma possível, rentabilizando processos e chegando ao maior número possível de pessoas, de consumidores.

Hoje em dia são inúmeros os casos de sucesso que acontecem neste novo meio. E se assim é, deve-se à democratização da web. Mas para chegarmos aqui, percorremos um longo caminho (longo para os padrões actuais de tempo) e ao longo desse caminho houve pioneiros que estenderam-nos um tapete vermelho.

Um deles foi a BMW com a espantosa campanha que lançou na web. Um conjunto de filmes de autor, acessível a toda a gente através do download feito na página, que contam histórias que envolvem um BMW. Os filmes são de cortar a respiração, sem qualquer restrição à liberdade criativa dos autores e orientados para um momento de arte e não de comercialização.

Os consumidores não são estúpidos e a BMW melhor do que ninguém soube pegar nesta premissa. Estes filmes são considerados como um dos 10 eventos que mais influência exerceram sobre os utilizadores da web, que mais contribuíram para o desenvolvimento e o poder que a web presentemente exerce sobre a sociedade em geral.









Posted by ... boost alpha às 14:57
Categories: Labels:

Sem comentários: